<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d8492569\x26blogName\x3dSonhar+e+Amar\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://sonhar-amar.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://sonhar-amar.blogspot.com/\x26vt\x3d-2426972994885433450', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Sonhar e Amar

quinta-feira, junho 27, 2013

Numa visita...

Facto 1: Estive demasiado longe do meu cantinho! Facto 2: Houve mudanças por parte do blogger! (está giro! ^^) Facto 3: Muita coisa aconteceu... (até mesmo por aqui...) Facto 4: O relógia anda demasiado rápido... Vou voltar a escrever... preciso disto... Preciso de abir o meu livro e libertar as palavras que traduzem tudo aquilo que neste momento está preso dentro de mim e que me prende com estas correntes tão fortes...

sábado, março 10, 2012

Luar

A Lua Cheia de hoje está linda e esplêndida!
Com uma luz tão forte e brilhante... e que é tão bela.

Desejo, apenas, que essa luz entre no meu coração em desespero e ilumine os meus medos.

Dói... tudo isto... está a doer demasiado...

sexta-feira, fevereiro 03, 2012

Futuro...

...mais de um ano sem escrever nada no meu cantinho... é mesmo muito tempo...

Verdade é que já por mais do que uma vez tentei escrever algo, mas por mais vontade que tenha as palavras não saem... parece que há algo que as rouba de mim ao ponto de não encontrar palavras que descrevam aquilo que sinto.... é estranho, mas é algo que tem acontecido!

Hoje experimentei algo diferente. Pegar numa caneta e numa folha de papel, sentar-me ao lado de uma janela inundada pelo sol e escrever... simplesmente escrever sem ter nada pré-definido, sem nenhum assunto em particular, simplesmente escrever algo...
E está a saber bem... reflectir sem pensar em nada mais...

No outro dia, num momento filosófico, questionei-me sobre qual seria o verdadeiro objectivo da existência do ser humano. Porque é que o ser humano existe? Qual a finalidade, qual o objectivo da sua vida? Trabalho? Felicidade? Filhos? Controlo do mundo? Acabei por não encontrar uma verdadeira resposta, talvez não exista, talvez ainda não tenha encontrado o meu verdadeiro objectivo de vida, talvez... ainda não me tenha encontrado a mim própria.

Há seis meses acreditava que iria encontrar algo, algo que garantisse o meu futuro... um emprego! Um mês depois perdi todas as esperanças de encontrar algo na minha área, principalmente depois de me terem dito com todas as letras "Esqueça, não vale a pena porque ninguém vai deixar o seu emprego para a menina entrar!"
Isso também é óbvio... mas foi uma dose de realidade muito forte, demasiado até... mas eficaz... e o pior de tudo é que é verdade!
Depois quis acreditar noutra oportunidade, em outro algo onde me sentisse realizada, fosse em que área fosse e agora nem nisso acredito. Após ser ignorada por tantas vezes sinto que nunca irei ter a minha oportunidade, o meu futuro...

Acho que estou a ter uma crise de esperança, fugiu quando eu virei costas e agora não a consigo encontrar...
Será só a esperança que me falta neste momento? Não sei... mas ao mesmo tempo sinto que falta algo mais...talvez o tal objectivo da existência do ser humano, o meu objectivo, o objectivo que justifica a minha existência...

Acho que tenho de parar o tempo e o meu mundo para o encontrar, mas ainda não sei como fazer isso... ao mesmo tempo preciso de estar activa e fazer 1001 coisas que vão surgindo... muitas delas sem muita importância (mas que precisam de ser feitas) e outras com um significado tão grande para quem me rodeia (e para mim também, pois permitem fazer esse alguém feliz), mas mesmo assim o vazio não é preenchido...

Reparo agora que este texto está cheio de pensamentos soltos, sem sentido nem ligação ou... se calhar até estão interligados! Pensando nisso, de facto o meu subconsciente está uma bagunça! Totalmente desarrumado com os meus pensamentos cada um para seu lado, tudo misturado... acho que preciso de arrumar todos os meus pensamentos, os meus medos, as minhas ideias para também poder encontrar e arrumar os meus sonhos, e de preferência uma arrumação organizada! Não convém separar em montes apenas, não pôr só cada coisa no seu monte, é preciso arrumar cada monte de forma lógica e construtiva para assim perceber aquilo que realmente é preciso fazer e o seu significado...

Será que o mundo vai mesmo acabar? Enquanto olho para os raios de sol que entram pela janela fico a pensar sobre isso. Com a actualidade recente, sinto que vou ter de deixar de fazer uma das coisas que mais gosto, que vou dixar de poder ver algo que me anima e que consegue extrair-me da realidade negra que me envolve... não quero perder essa liberdade, não quero deixar de abrir os meus horizontes e de conhecer uma cultura tão interessante e diferente, mas tenho medo que isso aconteça.
É como se estivesse a sentir o campo gravitacional de um buraco negro a aproximar-se e a levar as coisas de que gosto, como se esse buraco negro ameaçasse roubar o meu interior e deixar apenas o vazio...
Foi algo que me assustou muito nos últimos dias, mas agora já consegui apagar esse sentimento... apagar talvez não seja o termo mais correcto, mas afastá-lo do meu consciente. Mas, confesso que apesar de conseguir afastar um pouco esse medo ainda se apresenta diante de mim com frequência... mas consegui arrumar um pouco essa parte de mim e acreditar que podem haver alternativas... e se não houver terei de me conformar e encontrar algo para preencher esse enorme e triste vazio que ficará dentro de mim.

Talvez a costura... recentemente descobri que gosto de me sentar diante da uma máquina de costura e de desenhar roupa. Está certo que só desenhei duas camisolas e ainda não comecei a fazer nenhuma, mas é algo que quero fazer... acho que lhe posso chamar de objectivo a curto/médio prazo...

Agora que olho para esta folha de papel... a minha letra até ficou bonita... diferente! Mas está gira para algo que foi escrito no colo! Ficou engraçado!
Reparo também que já escrevi um texto de tamanho considerável... depois de começar foi mais fácil fazer as palavras, os pensamentos e os sentimentos fluírem... confirma-se que o pior é mesmo a primeira frase.

Acho que é oficial que preciso escrever mais e actualizar mais o meu cantinho! Faz-me bem!

[27/01/2011]

domingo, dezembro 26, 2010

Boas Festas

Eu sei que já vêm um cadito para o tarde, mas ainda assim tem efeito!

A todos boas festas e que 2011 seja 11 estrelas! :)

segunda-feira, outubro 11, 2010

Eis a questão...

Perguntaram-me: Qual a sensação de ter 22 anos!?

Ao que eu respondi "Ahhh... a mesma de ter 21!!"

Talvez lá para os 30 a resposta mude um pouco. XD

O que não invalida a sensação de que estou a ficar velha quando dou por mim a recordar coisas que aconteram há mais de 15 anos... isto é mau... muito mau!

E depois há a história dos cabelos brancos, nomeadamente o da direita à frente que está sempre de fora... mas até dá um ar de "poderosa"!! :P

Vai ser divertido!!

sábado, agosto 28, 2010

Bricolage

Andava eu na boa vida a fazer umas coisitas de bricolage e constatei uma coisa...

... os homens ao arrancar os pregos da madeira atiram-nos para qualquer direcção e para qualquer lado, e no entanto andam de joelhos no chão para os arrancar...

... ora a minha questão é, se existe um canto para onde não se vai trabalhar, porque é que não se atira os pregos para aquele canto!? Eu atiro!! :S

Isto resulta de uma das minhas últimas tardes de férias (à qual achei montes de piada :P)

sábado, maio 08, 2010

Retrospectiva

Vontade de escrever? Muita.
Saber que palavras usar? Não, não sei...

Sinto vontade de escrever, de criar, de desenhar até... mas fica difícil escolher as palavras e as cores a utilizar ou aquilo que quero desenhar.
Sinto medo dos próximos meses e ao mesmo tempo ansiedade.

É uma nova fase, sim... mas é igual às anteriores, embora seja cada vez mais a sério, com maior responsabilidade e com maior pressão.
Quero ir descobrir mais, aprender mais, ver mais, fazer mais, mas ao mesmo tempo falta algo, é como se não tivesse dado aquele click, um click que me ligue e me motive.

Esta sensação de ausência assusta-me, dá-me vontade de fugir, não sei para onde, para um lugar onde seja só eu sem medos nem dúvidas... mas onde é esse lugar?
Não sei se tenho forças para o procurar, pode ser que na hora tudo mude, mas também acreditava nisso nos últimos tempos, esperando e procurando esse click que não aconteceu. Será por se aproximar o final de um ciclo? Sempre perdi a vontade de fazer quando chegava perto do fim, mas... ainda falta muito para esse final...

Sem dúvida que tenho de procurar, mas antes preciso de saber onde procurar, algures em mim estará a resposta... mas onde?

Retrospectiva

quarta-feira, janeiro 13, 2010

Actualizações

Pois bem, primeiro que tudo tenho de pedir desculpas a todos os que colocaram comentários no blog ao longo do tempo, pois os comentários desapareceram...

O que aconteceu foi que o "servidor" onde eram guardados os comentários deixou de ser um serviço gratuito e agora é pago. E então eu para não pagar a anuidade decidi mudar para o serviço de comentários do Blogger.

Problema é que aqui a je nada percebe de programação e como tal não sei se dá para colocar os comentários no servidor do Blogger... :P

Mas obrigada a todos os que comentaram e recordo com muito carinho todos eles :)

(Podem continuar a comentar :P)

domingo, dezembro 27, 2009

Parabéns...

Porque é esta a data que quero recordar, viver, celebrar.
É a data que representa todas as alegrias, as brincadeiras, todos os bons momentos que vivi graças a ti.
Não quero pensar em nenhuma outra, só nesta, porque esta é a data que te representa e que sempre te irá representar. É o teu dia!

Nunca fui boa nestas coisas de escrever uma mensagem a desejar os parabéns a alguém e ainda custa pegar numa folha de papel e numa caneta e escrever o texto ideal. O pensamento flui para as recordações e perde-se em todos os momentos guardados no coração e acabo por não encontrar as palavras certas para escrever tudo aquilo que senti e sinto.

Sinto um quentinho no coração quando recordo as brincadeiras mas um frio forte quando percebo que não vais entrar e cumprimentar todos com a tua alegria e boa disposição.

Sinto a tua falta, a falta do meu Pappy, do meu amigo, daquele com quem dividi momentos menos bons, mas acima de tudo momentos maravilhosos.

Saudades,
Um beijo.

quinta-feira, dezembro 24, 2009

Mais uma vez...

... aproveito para desejar um feliz Natal e um grande ano de 2010 a todos!

Que os sonhos se concretizem e os projectos se tornem realidade!

Boas festas :)

:P